HOME O PROJETO TECNOLOGIA FUTURO NOTÍCIAS SALA DE IMPRENSA EVENTOS CONTATO
  English 

 

Ricardo Oliveira

Apesar de ser revelado nas categorias de base do Corinthians, Ricardo Oliveira ganhou notoriedade no futebol brasileiro quando vestiu a camisa da Portuguesa. No Canindé, o então jovem atacante profissionalizou-se e, em pouco tempo de atuação, já havia ganhado a fama de "matador".

O presságio de que teria uma passagem marcante na Lusa aconteceu logo na sua estreia na equipe profissional do clube paulista. Em 24 de setembro de 2000, Ricardo Oliveira fez o gol da vitória da Portuguesa por 1 a 0 contra o Sport, pela Copa João Havelange.

No ano seguinte, no Campeonato Paulista, o atacante, já com 20 anos, igualou a marca dos ídolos da Portuguesa Pinga e Carioca, que fizeram gols em seis jogos consecutivos pela equipe do Canindé.

Antes de se transferir para o Santos, o atacante entrou para a história da Lusa ao fazer o gol de número 6.800 do clube do Canindé desde a sua fundação.

Jogando pela equipe da Vila Belmiro, Ricardo Oliveira sagrou-se artilheiro da Taça Libertadores, com nove gols, apesar de perder a final para o Boca Juniors. Ainda em 2003, o atacante foi vice-artilheiro do Campeonato Paulista.

Os gols pelo time praiano chamaram a atenção do futebol espanhol. Lá, ele jogou pelo Valência e Betis. Em 2006, lesionado, voltou ao Brasil para fazer a sua recuperação no São Paulo e acabou contratado pelo clube do Morumbi, onde recuperou a forma física e voltou a ganhar destaque internacional após boa temporada na Libertadores.

Logo em seguida, o centroavante se transferiu para o Milan, da Itália, onde passou no banco de reservas a temporada 2006/07, o que fez o atacante se mudar para o Real Zaragoza. Mas, desta vez a Espanha não fez bem para o futebol de Ricardo Oliveira.

Em 2008, foi rebaixado no Campeonato Espanhol com o Zaragoza, e neste ano, com o Betis, onde havia acertado a sua volta. Em baixa, foi negociado com o Al-Jazira, dos Emirados Árabes, onde joga atualmente.

Ricardo Oliveira ainda atuou pela seleção brasileira. Em 2004, sagrou-se campeão da Copa América.

Comentários

<< Voltar
HOME O PROJETO TECNOLOGIA FUTURO NOTÍCIAS SALA DE IMPRENSA EVENTOS CONTATO

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS