HOME O PROJETO TECNOLOGIA FUTURO NOTÍCIAS SALA DE IMPRENSA EVENTOS CONTATO
  English 

 

Ronaldinho Gaúcho

O mágico da bola

Dois dribles humilhantes, o gol na final, a artilharia e o título. Qual jogador não sonhou com essa decisão? Ronaldinho certamente sonhava desde criança. Os gremistas, desde que ele tinha sete anos e já jogava nas escolinhas do clube, também sonhavam com um dia como aquele que decidiu o Estadual de 1999 contra o Internacional de Dunga. Era o prenúncio de uma carreira arrebatadora, mas longe dali.

Quarto “R” melhor do mundo pelo Barcelona, após Romário, Ronaldo e Rivaldo, Ronaldinho provavelmente foi o mais mágico de todos e ainda protagonista do título europeu em 2006, depois de ter sido duas vezes eleito o melhor jogador do mundo, em 2004 e 2005. Fez o Bernabéu levantar para aplaudi-lo depois de exterminar o Real Madrid do mesmo Wanderley Luxemburgo que havia o levado para a Seleção Brasileira no dia daquele título, em 1999.

Pelo Brasil, o irmão mais novo de Assis foi o perfeito coadjuvante de Felipão, penta do mundo em 2002. Poderia ser mais em 2006, poderia ter sido mais para ir em 2010 e 2014. Mas Ronaldinho se inscreveu na história do início ao fim, campeão da Libertadores 2013 pelo Atlético Mineiro.

 

Ronaldo de Assis Moreira

Porto Alegre, 21 de março de 1980.

Meia-atacante

Grêmio (1998-0); Paris Saint-Germain (2001-03); Barcelona (2003-08); Milan (2008-10); Flamengo (2011-12); Atlético-MG (desde 2012)

Seleção Brasileira (Desde 1999)

829 jogos, 325 gols.

Comentários

<< Voltar
HOME O PROJETO TECNOLOGIA FUTURO NOTÍCIAS SALA DE IMPRENSA EVENTOS CONTATO

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS